Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

INTERNET PARA TODOS

dicas úteis, downloads, jogos, fotos, curiosidades, música, videos...todo o conhecimento é para ser partilhado!

NEURÓBICA... ESTÍMULO MENTAL.

17.05.11 | Mari Ortiz

 

 

A palavra NEURÓBICA, criada por Katz e Rubin (2000), é uma alusão deliberada ao exercício MENTAL. Afirmam esses autores que a NEURÓBICA é muito diferente de outros tipos de exercício cerebral, que em geral envolvem quebra-cabeças, palavras cruzadas, exercícios de memória e várias espécies de testes. Em vez disso, os exercícios da NEURÓBICA usam os cinco sentidos de novas maneiras, a fim de aumentar o impulso natural do cérebro para formar associações entre diferentes tipos de informações.
Os exercícios cerebrais ideais envolvem a ativação de muitas áreas diferentes do cérebro, de novas maneiras, para ampliar o alcance da ação mental. Assim, um exercício neuróbico torna o cérebro mais agil e flexível. Qualquer desafio mental, seja de memória, desempenho de tarefa ou criatividade, pode ser assumido. Isso acontece porque a neuróbica usa um método baseado na maneira como o cérebro funciona, não apenas em como fazer o cérebro funcionar.


AS ATIVIDADES NEURÓBICAS podem ser das mais variadas possíveis, encontradas mesmo no nosso dia a dia, em situações que passam despercebidas. Veja algumas citadas por Katz e Rubin...   

 

*Mude a associação olfativa pela manhã com alguma coisa diferente do café fresco, durante uma semana: baunilha, limão, hortelã ou alecrim.
*No chuveiro, feche os olhos e encontre os objetos necessários pelo tato.
*Escove os dentes com a outra mão.
*Leia em voz alta com o parceiro. Alternem os papéis de leitor e ouvinte.
*Siga por um percurso diferente para o trabalho (procurando captar sons, odores, cores, formas).
*Use odores para formar uma associação específica com um lugar.
*Use uma essência aromática de seu gosto e ouça ao mesmo tempo uma canção predileta.
*Em sua sala de trabalho, mude as coisas de lugar para reativar as redes de aprendizado espacial.
*Ponha filtros óticos de cores diferentes na lâmpada de sua mesa.
*Associe aromas às tarefas.
*Aprenda Braille.
*Jogue xadrez. (Aqui, Katz e Rubin relatam o caso de um escritório onde foi colocado um tabuleiro de xadrez ao lado do bebedouro. Qualquer empregado, durante uma pausa, podia ir até o tabuleiro, avaliar a situação e fazer um movimento. Era um jogo permanente, sem jogadores conhecidos, sem vencedores ou ganhadores).
*Visite uma feira-livre.
*Faça das refeições um acontecimento social (sem rádio, nem TV, com todos assentados à mesa, talvez antecedidas por uma oração).
*Troque de lugar nas refeições.
*Uma vez por mês, experimente pratos que sejam uma total novidade para você.
*Conheça novos lugares, novos rostos.
*Aprenda a linguagem dos sinais.
*Inicie um novo hobby (pesca, aeromodelismo, computador, instrumento musical, prancha de windsurf, etc.)
*Cultive um jardim.
*Seja criativo, participando de uma oficina de criação (redação, pintura, fotografia, escultura, música, arte dramática, arqueologia, etc.) ou de centro esportivo (tênis, natação, golfe, mergulho submarino, basquete, futebol, montanhismo, etc.) ou faça uma curso de culinária.


Estas atividades visam estimular e criar novas redes de conhecimentos dentro do cérebro evitando o comodismo que é acostumado a impor a nossas ações. É a busca do novo, a ampliação das ações corporais sensitivas, táteis, auditivas, gustativas e visuais, melhorando consideravelmente nosso estilo de vida e nossos pensamentos juntamente com as atividades físicas.


Fonte: http://www.recantodasletras.com.br/artigos/1184397


Seja cordial e educado. Comentários ofensivos ou pouco dignos serão imediatamente apagados.